Alunos aprendem sobre inclusão por meio de bonecos com deficiência

Pessoas com deficiências superam desafios no dia a dia
28 de August de 2019
As cores das flores: curta sobre criança com deficiência visual
5 de September de 2019
Mostrar tudo

Alunos aprendem sobre inclusão por meio de bonecos com deficiência

Ao final, as crianças cantam a música “ser diferente é normal”, do cantor Lenine

Alunos aprendem sobre inclusão por meio de bonecos com deficiência

O estudante da Escola Municipal São Rafael, da Terceira Linha, Arthur Alves Rosso, de sete anos, nunca imaginou assistir no colégio uma peça que retratasse algo que é bastante comum na sua rotina: a deficiência. O garotinho, que tem uma irmã de um ano e quatro meses com síndrome de down e também conviveu com a avó que era deficiente auditiva, acompanhou atentamente a apresentação “Ser diferente é normal”, realizada pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia de Içara em parceria com a Associação Amigos da Inclusão, de Içara.

Com bonecos que representam pessoas com deficiência física, auditiva e visual, além de pessoas portadoras do Transtorno do Espectro Autista (TEA), o Nono e a Nona, dupla de contadores de histórias da Educação de Içara, ilustraram cenas de preconceito, infelizmente vivenciadas por quem possui deficiências, e sobre como incluir e respeitar estes colegas.

De acordo com a coordenadora de Artes da Educação de Içara, Lilian Philippi, que interpreta a Nona, o projeto que tem como temática “ser diferente é normal”, objetiva conscientizar as crianças sobre o acolhimento para com os colegas com deficiência, além de contribuir com o hábito da leitura na escola, estimulando o aluno a tornar-se contador de histórias. Ao todo, 13 escolas receberão as apresentações até o final do mês. “Estamos falado sobre as deficiências mais comuns na escola: auditivo, visual, físico e autismo. As crianças convivem muito com as deficiências, e nosso enredo mostra como era na época do Nono e da Nona, nos anos 60, e como é atualmente, que é o período em que as crianças estão vivendo. Ser diferente é normal e muito legal”, declarou Lilian.

“É muito especial ter alguém assim na família, eu adorei o teatro e vou contar para minha família sobre o que vivemos hoje aqui na escola”, contou Arthur, que assistiu a contação ao lado dos colegas das séries iniciais.  A ação é alusiva ao agosto laranja, mês de agosto, dedicado à conscientização sobre as deficiências.

Os bonecos com deficiência
Os bonecos com deficiência utilizados nas contações integram o primeiro projeto que está sendo desenvolvido pela Associação Amigos da Inclusão.   “Estamos estruturando a Associação, não apenas para desenvolvermos ações e projetos para melhorar a vida das pessoas com deficiência e suas famílias, mas porque queremos despertar na sociedade a importância do respeito e da inclusão”, explica Geórgia Bolsoni Serafin, que coordena os trabalhos da

Um dos bonecos utilizados na peça é de uma criança com deficiência visual, que percorre muitos caminhos com seu fiel cão guia. Batizado de Bernardo, o boneco, junto das outras peças, foi acolhido pelas crianças que também tiveram a oportunidade de trazer relatos sobre situações de intolerância e preconceito.

Ao final, junto dos Nonos, as crianças cantam a música “ser diferente é normal”, do cantor Lenine. Após a apresentação, os estudantes foram convidados para participarem como contadores do VI Festival de Contação de histórias 2019, que acontecerá entre os dias 27 a 29 de novembro junto com a Feira de livros “Colmeia literária”.

Agosto Laranja
O chamado Agosto Laranja é dedicado à realização de ações de conscientização e prevenção de deficiências. Conforme a Lei Municipal número 4.138, criada em 2017, as atividades desenvolvidas neste período objetivam a conscientização da sociedade sobre as necessidades específicas de organização social e políticas públicas para promover a inclusão social desta população, combatendo o preconceito e a discriminação. Para terminar o mês, acontecerá uma caminhada de prevenção no dia 27, com saída às 9 horas,  da Apae de Içara, em direção as ruas do Centro do Município.

Fonte: engeplus.com.br
ONG Sorriso Novo
ONG Sorriso Novo
Olá! A ONG Sorriso Novo é uma organização sem fins lucrativos e nasceu do sonho de seus fundadores em difundir ações solidárias nas mais diversas áreas, tais como: saúde, artes em geral, infância e adolescência, esporte, congressos e palestras, educação de pessoas carentes, idosos, população de rua, comunidades carentes. Desde 2001 temos atuado no Complexo da Maré promovendo diversas contribuições às famílias da comunidade. Com pouco mais de 10 crianças deficientes apadrinhadas, atualmente buscamos firmar projetos e parcerias a fim de aumentar o nosso alcance e ser capaz de oferecer maior assistência a população carente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *